10.11.2016 | Notícias

Prevenção ao Câncer de Próstata

Durante o ano de 2016, a ACF vem refletindo sobre a temática do Cuidado, lembrando que cada ser criado por Deus, deve ser tratado com carinho e cuidado como sinal de agradecimento pela generosidade do Criador.

Em novembro, lembramos da importância do cuidado que os homens devem ter com seu corpo e da responsabilidade de todos nos unirmos no combate ao Câncer de Próstata, e assim, unidas na prevenção e no combate a esse tipo de câncer, a ACF – Associação Cultura Franciscana – junto de suas Unidades Educacionais e a Congregação das Irmãs Franciscanas de Ingolstadt, celebram o Novembro Azul, mês mundial de combate ao câncer de próstata.

novembro-azul3No Brasil, este é o segundo tipo de câncer mais frequente em homens após os tumores de pele. Esse tipo de câncer ocorre quando as células da próstata começam a se multiplicar de forma desordenada.

A doença pode demorar a se manifestar, exigindo exames preventivos constantes para não ser descoberta em estágio avançado e potencialmente fatal.

A PRÓSTATA

É uma glândula do sistema reprodutor masculino, que pesa cerca de 20 gramas, e se assemelha a uma castanha. Está localizada abaixo da bexiga e sua principal função, juntamente com as vesículas seminais, é produzir o esperma.

SINTOMAS E DIAGNÓSTICO

Na fase inicial do câncer de próstata não é possível identificar sintomas, e quando os sinais começam quase 95% dos tumores já se apresentam avançados, sendo muito difícil a cura.

Por isso, mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 50 anos (ou dos 45 anos, se houver histórico familiar) devem ir anualmente ao urologista para realizar o toque retal e fazer o exame de PSA no sangue. Cerca de 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados somente pela alteração da próstata no toque retal.

Na fase avançada, os sintomas são:

  • dor óssea
  • sintomas urinários
  • queda no estado de saúde geral
  • insuficiência renal
  • dores fortes

Atenção: a ausência de sintomas não garante que não há problemas. Por isso, faça exames preventivos e cuida de sua saúde!

FATORES DE RISCO

  • idade: cerca de 62% dos casos se dão em homens a partir dos 65 anos)
  • histórico familiar
  • raça (maior incidência entre os homens negros)
  • alimentação inadequada, à base de gordura animal e deficiente em frutas, verduras, legumes e grãos
  • sedentarismo
  • obesidade

Previna-se e consulte um urologista! Acesse www.novembroazul.com.br

Fonte: Sociedade Brasileira de Urologia / Instituto Lado a Lado pela Vida